8.30.2010

Vettel pede desculpa e assume culpa por acidente com Button

Apontado como principal candidato ao título nas primeiras etapas do Mundial de Fórmula 1, Sebastian Vettel [Foto: AP] voltou a decepcionar no Grande Prêmio da Bélgica. Após causar o acidente que tirou o inglês Jenson Button da prova deste domingo, o alemão da Red Bull pediu desculpas ao adversário da McLaren e assumiu a culpa.

"
Antes de qualquer coisa, sinto muito. Obviamente, não era a minha intenção destruir a corrida dele nem a minha. Eu estava perto, estava mais rápido do que ele. Quando Robert (Kubica) se aproximou, eu sabia que ele podia nos ultrapassar na reta, porque não somos os mais rápidos na reta", explicou.

O acidente aconteceu logo na 17ª das 44 voltas da corrida. De forma afobada, Vettel tentou ultrapassar Button, mas perdeu o controle do carro e acertou a McLaren do adversário. Ele ainda conseguiu permanecer na disputa, mas o britânico sofreu danos no radiador e abandonou.

"
Eu tentei ultrapassá-lo na freada pelo lado de fora. Quando mudei do lado de dentro para o lado de fora, perdi o carro ao frear numa ondulação e realmente não conseguiu mais controlá-lo. Infelizmente, bati nele. Eu estava perto algumas vezes, mas nunca perto o suficiente", disse.

Depois de parar nos boxes para trocar o bico do carro, Vettel foi punido pela organização da prova e precisou passar pelo setor novamente. Para completar, teve seu pneu traseiro esquerdo furado em um incidente com o italiano Vitantonio Liuzzi e se arrastou para o pit stop novamente.

"
Eu já tinha passado e então ele destruiu o meu pneu. Eu ainda tinha toda a pista para percorrer. Foi provavelmente o pior lugar para acontecer", lamentou o piloto alemão. No total, Vettel precisou visitar os boxes cinco vezes, o que acarretou na 15ª posição final.

O inglês Lewis Hamilton, da McLaren, venceu na Bélgica e assumiu a liderança do Mundial com 182 pontos. Com três pontos a menos, o australiano Mark Webber é o segundo. Sem pontuar, Vettel permanece em terceiro com os mesmos 151 pontos. No final, o alemão lamentou o resultado.

"
Tínhamos alguns pontos fáceis para marcar hoje, pelo menos segundo ou terceiro lugar. Mas não marcamos nada. Vamos ver o que podemos fazer na próxima corrida", declarou Vettel. A 14ª etapa do Mundial de Fórmula 1 será realizada no próximo dia 12 de setembro, em Monza.

Gazeta Esportiva
.

Vettel vs Button... CRASH!!!

.



Continuo afirmando que a punição ao Vettel foi injusta... estas punições inibem aos pilotos de tentarem melhorar suas posições com ultrapassagens na pista...

.

8.29.2010

Spa-Francorchamps - Hamilton de ponta a ponta!! E como sempre, poucas emoções por parte de arrojo!!





Algumas coisa interessantes a ser tirado de experiência em Spa:

Até onde está as punições???

Podemos entender que algumas são exageradas!! Como o caso de Vettel, que em um erro de corrida, foi punido!


Pos - No - Driver - Team

1 - 2 Lewis Hamilton McLaren-Mercedes
2 - 6 Mark Webber RBR-Renault
3 - 11 Robert Kubica Renault
4 - 7
Felipe Massa Ferrari
5 - 14 Adrian Sutil Force India-Mercedes
6 - 4 Nico Rosberg Mercedes GP
7 - 3 Michael Schumacher Mercedes GP
8 - 23 Kamui Kobayashi BMW Sauber-Ferrari
9 - 12 Vitaly Petrov Renault
10 - 17 Jaime Alguersuari STR-Ferrari
11 - 15 Vitantonio Liuzzi Force India-Mercedes
12 - 22 Pedro de la Rosa BMW Sauber-Ferrari
13 - 16 Sebastien Buemi STR-Ferrari
14 - 10 Nico Hulkenberg Williams-Cosworth
15 - 5 Sebastian Vettel RBR-Renault
16 - 19 Heikki Kovalainen Lotus-Cosworth
17 - 25
Lucas di Grassi Virgin-Cosworth
18 - 24 Timo Glock Virgin-Cosworth
19 - 18 Jarno Trulli Lotus-Cosworth
20 - 20 Sakon Yamamoto HRT-Cosworth
Ret - 8 Fernando Alonso Ferrari
Ret - 1 Jenson Button McLaren-Mercedes
Ret - 21
Bruno Senna HRT-Cosworth
Ret - 9
Rubens Barrichello Williams-Cosworth


.

8.28.2010

Qualifying - Spa-Francorchamps

O clima era esperado para interromper qualificação em Spa no sábado, e certamente fez isso. No final foi Mark Webber, que manteve a pole position para a Red Bull, enquanto uma volta final heróica de Lewis Hamilton, da McLaren privado Robert Kubica na Renault de um slot grid na primeira fila.

Quarta foi Sebastian Vettel, da Red Bull, à frente de Jenson Button da McLaren e da Ferrari, Felipe Massa. Fernando Alonso foi o décimo ...



1 - 6 Mark Webber RBR-Renault
2 - 2 Lewis Hamilton McLaren-Mercedes
3 - 11 Robert Kubica Renault
4 - 5 Sebastian Vettel RBR-Renault
5 - 1 Jenson Button McLaren-Mercedes
6 - 7 Felipe Massa Ferrari
7 - 9 Rubens Barrichello Williams-Cosworth
8 - 14 Adrian Sutil Force India-Mercedes
9 - 10 Nico Hulkenberg Williams-Cosworth
10 - 8 Fernando Alonso Ferrari
11 - 3 Michael Schumacher Mercedes GP
12 - 4 Nico Rosberg Mercedes GP
13 - 17 Jaime Alguersuari STR-Ferrari
14 - 15 Vitantonio Liuzzi Force India-Mercedes
15 - 16 Sebastien Buemi STR-Ferrari
16 - 19 Heikki Kovalainen Lotus-Cosworth
17 - 24 Timo Glock Virgin-Cosworth
18 - 18 Jarno Trulli Lotus-Cosworth
19 - 23 Kamui Kobayashi BMW Sauber-Ferrari
20 - 21 Bruno Senna HRT-Cosworth7
21 - 20 Sakon Yamamoto HRT-Cosworth
22 - 22 Pedro de la Rosa BMW Sauber-Ferrari
23 - 25 Lucas di Grassi Virgin-Cosworth
24 - 12 Vitaly Petrov Renault

© 1999-2010 Formula One Administration Ltd
.

3º Treino Livre - Spa-Francorchamps

Red Bull e McLaren mesclam as primeiras posições, Renault, e Ferrari voltam a se distanciar, com Massa sempre atrás de Alonso, parece-nos que nem como “escudeiro” o frustrado piloto brasileiro poderá ajudar ao companheiro espanhol.

1 Webber 1.46.106
2 Hamilton 1.46.223
3 Vettel 1.46.396
4 Button 1.46.397
5 Kubica 1.46.492
6 Alonso 1.46.627
7 Massa 1.46.962

13 Barrichello 1.47.512
20 Senna 1.51.133
22 Di Grassi 1.51.517

.

8.27.2010

Asa dianteira da Red Bull passa nos teste da FIA

Peça polêmica passa sem problemas por inspeção mais rigorosa


A Red Bull [Foto: Reuters] passou no novo teste realizado pela FIA (Federação Internacional de Automobilismo) nas asas dianteiras após os treinos desta sexta-feira.

A equipe austríaca tem sido alvo de críticas da McLaren e da Mercedes por utilizar uma asa flexível, o que é proibido pelo regulamento do esporte. Por isso, a entidade máxima tinha advertido que, na Bélgica, seria realizado um teste mais rigoroso.

A Mclaren também passou por uma inspeção no novo assoalho e, como a Red Bull, não encontrou problemas.

-
Ambos os carros estão em conformidade com os regulamentos técnicos da FIA - disse Jo Bauer, delegado técnico da entidade.

Segundo Ross Brawn, chefe da Mercedes, polêmicas sempre existirão na Fórmula 1 e não se incomoda pelo fato de ter levantado suspeitas sobre a peça da rival.

-
Sei que alguns times envolvidos não ficaram contentes com os comentários que fizemos, mas não fiquei contente com os comentários que eles fizeram sobre o difusor duplo no ano passo. Esta é a natureza da Fórmula 1. Essa é a maneira que somos e a forma como trabalhamos e se observamos algo que não gostamos em outro carro, recorremos a FIA e se estiver tudo bem entramos no grupo - disse.
.

2º Treino Livre - Spa-Francorchamps

Alonso [Foto: EFE] permanece na frente, e sem chuva, enquanto Massa em suas frustrações(??) andando a 500 milésimos atrás do espanhol...




1 Alonso 1.49.032
2 Sutil 1.49.157
3 Hamilton 1.49.248
4 Kubica 1.49.282
5 Massa 1.49.588
6 Vettel 1.49.689

9 Barrichello 1.50.128

21 Di Grassi 1.54.325
22 Senna 1.55.751
.

1º Treino Livre - Spa-Francorchamps

Pelo que demonstra o 1º Treino Livre, com muita chuva, Alonso [Foto: Reuters] confirma suas expectativas, Barrichello está em festa com o 300ºGP sendo o melhor dos brasileiros, Massa confirma sua frustração(??) andando bem atrás do espanhol a 2.804...

1 Alonso 2.00.797
2 Hamilton 2.01.567
3 Kubica 2.02.081
4 Vettel 2.02.450
5 Sutil 2.02.646

9 Barrichello 2.03.424

11 Massa 2.03.601
20 Di Grassi 2.06.695
22 Senna 2.07.737


Nuvens escuras ameaçam chuva acima de Alonso [© Getty Images]
.

FIA vai adotar testes de flexibilidade mais severos em Monza

A Federação Internacional do Automóvel (FIA) introduziu para o GP da Bélgica deste fim de semana uma verificação mais rigorosa das asas da frente dos monolugares, duplicando a carga exercida sobre os mesmas de forma a verificar a eventual flexibilidade excessiva. Isto depois de muito se ter falado acerca da flexibilidade dos ailerons dianteiros dos Red Bull e dos Ferrari.

No entanto, e de acordo com o site Autosport.com, a FIA deverá endurecer ainda mais as verificações para o próximo GP de Itália, a disputar em Monza, centrando-se no controlo da parte mais avançada do fundo plano dos monolugares, elemento que também tem estado 'debaixo de fogo' por parte das equipas rivais. Isto porque se suspeita que o RB6 e o F10 possam ter alguma forma de elasticidade no fundo plano, o que é estritamente ilegal pelos regulamentos. As equipes rivais, em especial a McLaren, acreditam que a chave da aparente flexibilidade das asas dianteiras pode também residir no fundo plano mais flexível. De salientar, ainda, que ambos os monolugares passaram os exames técnicos da FIA ao longo de toda a época.

A informação foi enviada as equipes durante as férias de verão por Charlie Whiting, delegado técnico da FIA, alertando-as de que as verificações em Monza seriam mais rigorosas e referentes à parte mais avançada do fundo plano. Ainda de acordo com o Autosport.com, as equipes não foram esclarecidas dos valores de carga a utilizar nos testes, mas sabem que os mesmos irão decorrer 380mm atrás da linha do eixo dianteiro em pontos 100mm afastados do centro do carro, de ambos os lados.

Além disso, e de forma a garantir a total rigidez dos monolugares, a FIA vai passar a exigir a partir de Monza a fixação completa de todos os elementos de ligação aos fundos planos dos monolugares.


© Copyright AUTOSPORT 2007
.

8.26.2010

Frustrado, Massa admite que não alcançou o que queria

Spa-Francorchamps (Bélgica)

Em Spa-Francorchamps para o GP da Bélgica, Felipe Massa apareceu sem muitas novidades para contar aos jornalistas depois de três semanas de recesso da F-1. O piloto brasileiro fez um balanço do seu campeonato até agora e não está nada satisfeito com os resultados.

"
Não, eu não alcancei os objetivos que eu tracei para mim no começa da temporada", disse o brasileiro, na entrevista coletiva da Ferrari na Bélgica. "Só poderia dizer isso se estivesse na liderança", completou.

Sexto colocado no Mundial de F-1, Massa está a 44 pontos do companheiro Fernando Alonso, em quinto lugar, e suas chances de alcançar a liderança do campeonato são remotas.

"
Se estivéssemos na liderança, poderíamos dizer que vamos manter o ritmo nas corridas restantes. Mas nós não estamos na frente nem no Mundial de Construtores, e mesmo assim vamos continuar trabalhando duro, sem desistir", concluiu o brasileiro.

gazetaesportiva.net
.

Com inspiração na bandeira do Brasil, Rubinho mostra capacete de 300 GPs

Após festa na Williams, piloto mostra pintura especial criada por seu primo


Por GLOBOESPORTE.COMSpa-Francorchamps, Bélgica


Após a festa na Williams, Rubens Barrichello mostrou, em sua página no Twitter, a pintura especial do capacete para o GP da Bélgica, em Spa-Francorchamps. O brasileiro comemora 300 GPs na Fórmula 1 neste fim de semana. O design foi ideia de Carlos Barrichello Jr., primo do piloto. Ele também foi o responsável pelo design do modelo usado por Rubinho em seu 257º GP, quando bateu o recorde do italiano Riccardo Patrese no GP da Turquia de 2008.

O histórico capacete do 300º GP de Rubens Barrichello terá 30 réplicas vendidas ao público na internet. Cada uma delas custará R$ 5,3 mil, e toda renda será revertida para o Instituto Barrichello Kanaan (IBK). Fundado em 2005 pelo piloto da Williams e por Tony Kanaan, da Fórmula Indy, ele é uma entidade sem fins lucrativos, criada para oferecer apoio técnico junto a organizações sociais e escolas públicas, tendo como princípio a ética, a cidadania e os valores familiares.

As 30 peças estarão disponíveis no site oficial do brasileiro da Williams (www.barrichello.com.br) a partir da sexta-feira do GP da Bélgica, no dia 27 de agosto. As réplicas serão pintadas por Sid Mosca, responsável pelos cascos da maioria dos pilotos brasileiros que passaram pela Fórmula 1. Dependendo da procura dos fãs, Rubens Barrichello estuda produzir mais unidades do capacete especial, mas os primeiros serão parte de uma série limitada.

.

Bélgica Preview - quebrar mais, quem vai tomar despojos Spa?

Looking down the hill at Eau Rouge.Formula One World Championship, Rd 13, Belgian Grand Prix, Preparations, Spa-Francorchamps, Belgium, Thursday, 26 August 2010Mark Webber (AUS) Red Bull Racing RB5. Formula One World Championship, Rd 12, Belgian Grand Prix, Qualifying Day, Spa-Francorchamps, Belgium, Saturday, 29 August 2009Ferrari F10. Formula One World Championship, Rd 13, Belgian Grand Prix, Preparations, Spa-Francorchamps, Belgium, Thursday, 26 August 2010Rubens Barrichello (BRA) Williams.Formula One World Championship, Rd 13, Belgian Grand Prix, Preparations, Spa-Francorchamps, Belgium, Thursday, 26 August 2010

A luta pelo campeonato do mundo não poderia ser melhor posicionado, uma vez que entra na sua fase final europeia depois do Verão, com apenas 20 pontos - menos do que você começar por uma vitória - separando os cinco primeiros pilotos.

Na Hungria, Mark Webber, da Red Bull subiu para a liderança com 161 pontos, depois de se tornar o único piloto a vencer quatro vezes nesta temporada. Ele é perseguido por Lewis Hamilton, da McLaren em 157, a Red Bull companheiro de Sebastian Vettel em 151, Jenson Button na McLaren em 147, e Fernando Alonso em Ferrari 141.

Em estacas de construtores a batalha está longe de acabar também com a Red Bull recentemente de volta na liderança com 312 pontos da McLaren no 304, em Ferrari 238, Mercedes e em 132. Mais atrás, a Force India em 47 estão sob ataque de Williams, que têm 40 e vêm ganhando pontos como um louco nas últimas duas corridas.

Os cinco primeiros todos os drivers taxa de suas chances neste fim de semana, com a Red Bull e Ferrari fora para explorar a sua excelência aerodinâmica, mesmo com novas e mais rigorosas da FIA frente da ala testes flex, e sua McLaren em linha reta vantagem de velocidade.

Enquanto isso, a Renault terá seu F-duto pela primeira vez em Spa, enquanto Williams e Force India (que estrelou no ano passado com o seu VJM02 drag-baixo) ter revisto pacotes aero para a batalha. HRT terão novamente Sakon Yamamoto no volante no lugar de Karun Chandhok, enquanto Williams será sem dúvida de humor festivo como Rubens Barrichello marca seu 300 Grand Prix.


© 1999-2010 Formula One Administration Ltd
.

8.24.2010

Duto de ar: o ponto de equilíbrio para McLaren e Renault na Bélgica

Escrito por Willian Ceolin

O domínio da Red Bull no GP da Hungria trouxe o medo de que a equipe austríaca poderia repetir a dose na Bélgica. Porém, algumas equipes devem crescer bastante nesse fim de semana. Nesse post, eu falarei sobre McLaren [Button, Foto: World © Sutton] e Renault.

Em situações diferentes, britânicos e franceses apostam no duto de ar para recuperar o espaço perdido nas últimas corridas. Para a McLaren, a briga é para voltar a vencer. Já a Renault, que adota o sistema pela primeira vez, tenta voltar a aparecer como uma força intermediária capaz de surpreender.

Como o circuito de Spa-Francorchamps possui características boas para o duto de ar, ambas as equipes estão otimistas. Além do ganho natural de velocidade em reta, o sistema criado pela McLaren permite aumentar a pressão aerodinâmica nas curvas. Assim, o carro sofre menos arrasto na saída para as retas.

Essa situação é diferente de Monza, por exemplo. No circuito italiano, a configuração precisa ser um pouco diferente e existe pouco arrasto nas curvas. Então, o ganho de pressão aerodinâmica é praticamente nulo. Esse é o motivo que levou a McLaren a abandonar o sistema para a corrida seguinte, na Itália.

Por isso, o GP da Bélgica é encarado como um momento chave para o pessoal de Woking. A intenção é dar ao duto de ar tanta importância quanto o KERS teve no ano passado. O sistema é a aposta para ser o ponto de equilíbrio contra um carro tecnicamente superior: o RB6.

Na teoria, as chances de Lewis Hamilton e Jenson Button brigarem pela vitória são grandes. Na prática, vai depender do quão rápido estará a Red Bull. Já para a Renault, é uma boa chance de testar a capacidade de desenvolvimento da equipe e ver o que ela ainda podem fazer no campeonato. Os treinos livres de sexta-feira serão um bom indicativo. É bom ficar atento a eles e não menosprezá-los. A menos, é claro, que o tempo mude. O histórico de Spa-Francorchamps indica que tudo pode acontecer entre a sexta-feira e o domingo.

O que vocês acham?

.

Revista divulga ranking da temporada: Hamilton lidera, e Di Grassi é surpresa

Lista da 'Autosport' leva em conta o desempenho dos pilotos durante todo o fim de semana da corrida. Brasileiro da VRT fica à frente de Massa e Schumacher


Por GLOBOESPORTE.COMLondres

A revista inglesa “Autosport” divulgou o seu ranking de desempenho de pilotos da Fórmula 1 até o meio da temporada. Na lista, que avalia o rendimento de cada um durante todo o fim de semana de corrida com notas de 0 a 10, algumas surpresas. A liderança, após nove corridas, é de Lewis Hamilton, da McLaren, com média de 8,67, seguido por Robert Kubica, da Renault, com 8.33. Atual líder do campeonato, Mark Webber é o terceiro, com 7.75, à frente de Fernando Alonso (7.75).

Entre os brasileiros, Rubens Barrichello é o melhor colocado, em oitavo, com 7.3. A surpresa é quem vem depois. Considerado por muitos o melhor estreante da temporada, Lucas di Grassi aparece em 12º, à frente de Felipe Massa (15º), da Ferrari, e Bruno Senna (17º), da Hispania. De volta à F-1, Michael Schumacher, da Mercedes, é apenas o 23º, com 5.66, deixando para trás apenas Vitantonio Liuzzi e Sakon Yamamoto.

A revista leva em consideração aspectos registrados em treinos e na corrida, como erros cometidos, evolução ao longo do fim de semana, consistência no acerto do carro, desempenho em comparação ao companheiro de equipe, entre outros.

Para explicar o sistema de pontuação, a “Autosport” cita o caso de Fernando Alonso no GP de Mônaco. O espanhol largou em último e completou na sexta posição - no que seria um excelente resultado. Mas o piloto da Ferrari não recebeu uma grande pontuação pois, no treino livre de sábado, bateu no muro e não disputou a classificação.

Confira a classificação da "Autosport":

1 Lewis Hamilton 8.67
2 Robert Kubica 8.33
3 Mark Webber 7.75
4 Fernando Alonso 7.75
5 Nico Rosberg 7.75
6 Sebastian Vettel 7.58
7 Jenson Button 7.3
8 Rubens Barrichello 7.3
9 Adrian Sutil 7.16
10 Heikki Kovalainen 7.0
11 Pedro de la Rosa 6.83
12 Lucas di Grassi 6.83
13 Jarno Trulli 6.66
14 Karun Chandhok 6.60
15 Felipe Massa 6.42
16 Kamui Kobayashi 6.42
17 Bruno Senna 6.33
18 Timo Glock 6.33
19 Sebastien Buemi 6.25
20 Vitaly Petrov 6.16
21 Nico Hulkenberg 6.0
22 Jaime Alguersuari 5.83
23 Michael Schuamcher 5.66
24 Vitantonio Liuzzi 5.66
25 Sakon Yamamoto 4.0


.

Nigel Mansell no papel de comissário no GP da Bélgica

Ex-piloto é o escolhido para fazer parte da equipe de comissários no Grande Prêmio da Bélgica de Fórmula 1

A Federação Internacional do Automóvel (FIA) anunciou que Nigel Mansell irá fazer parte da equipa de comissários no Grande Prêmio da Bélgica de Fórmula 1, que se realiza no próximo fim-de-semana no misto circuito de Spa-Francorchamps.

Esta será a segunda vez que o ex-campeão do mundo irá trabalhar com Lars Osterlind, Garry Connelly and Yves Bacquelaine como comissário depois de o ter feito no Grande Prêmio de Inglaterra, no inicio do ano.

Na corrida seguinte, em Monza, será Emerson Fittipaldi, campeão em 1972 e 1974, o piloto convidado.

Autoportal
.

8.23.2010

Pirelli agenda duas novas etapas de testes de pneus

Mugello (Itália)

Após uma fase de testes ocorrida na Itália na última semana, a Pirelli continuará a trabalhar na produção dos pneus que irão substituir a Bridgestone a partir da temporada 2011 da Fórmula 1. Para isso, marcou duas novas etapas de observação do desempenho de seu produto, ainda inacabado.

A Pirelli voltará a pista para dois dias de treinos na próxima semana no circuito Paul Ricard, próximo da cidade de Marselha, na França. Além disso, testará também nos dias 21 e 22 do próximo mês, dez dias após o Grande Prêmio da Itália de Fórmula 1. A segunda etapa será no mesmo circuito de Monza - o que fará a pista servir de parâmetro para comparação entre os pneus Bridgestone e Pirelli.

Fontes da fábrica italiana de pneus indicam que o alemão Nick Heidfeld deverá se sentar no cockpit para dar em torno de 100 voltas por dia para testar o pneu. Os testes ocorridos na última semana serviram apenas para inauguração dos trabalhos, de acordo com a imprensa local.


GazetaEsportiva.Net
.

Max Mosley: "Ferrari devia perder pontos ganhos na Alemanha"

Ex-presidente da FIA considera que as ordens de equipe no GP da Alemanha deviam ter sido sancionadas com perda de pontos

O ex-presidente da Federação Internacional do Automóvel (FIA), Max Mosley (na imagem), considera que a Ferrari devia ter sido sancionada com a perda de todos os pontos averbados no Grande Prêmio da Alemanha e não apenas com uma mera multa. Em causa estão as polêmicas ordens de equipe da «scuderia» italiana, nas quais foi pedido a Felipe Massa para «entregar» a vitória ao seu colega de equipe, Fernando Alonso, melhor classificado no Mundial.

A 'Scuderia' foi multada em 100 mil dólares (cerca de 77 mil euros) e o incidente será avaliado no próximo dia 8 de Setembro pelo Conselho Mundial do Desporto, mas para o britânico a multa aplicada é uma sanção demasiado leve. "
Ambos os carros e pilotos deveriam perder os pontos ganhos na Alemanha. Devia ter havido uma sanção desportiva mais pesada e não uma simples multa", afirmou Max Mosley.

Em declarações ao jornal alemão "
Welt Am Sonntag, o ex-presidente da Federação Internacional do Automóvel defende a continuidade da proibição das ordens de equipe: "A maioria das equipes quer que a proibição das ordens de equipe seja levantada, mas para o bem dos espectadores ela deve ser mantida", acrescentou Mosley.

Autoportal
.

8.20.2010

Chefe da Virgin critica Ecclestone por comentário "perigoso"

John Booth, chefe da escuderia Virgin, disse que não gostou da recente declaração de Bernie Ecclestone [Foto: Reuters], detentor dos direitos comerciais da F1, de que dois times deixariam a categoria antes do fim da temporada 2010.

O presidente da FOM (entidade que administra a categoria) havia afirmado que alguns times não mereciam estar no grid da principal categoria do automobilismo, e que gostaria de ter apenas 20 carros na pista.

"
Particularmente, não fiquei satisfeito porque comentários como esses para um time como o nosso pode causar grandes danos. É um momento difícil para nós, como é para outras equipes, e para todos os times novos", afirmou Booth, em entrevista ao site motorsport-total.com.

O dirigente afirmou que a escuderia está onde esperava e disse que aos poucos a equipe vai se desenvolver.

"
Se olhar para o que nós construímos até agora, não é de todo ruim. Na F1 houve, provavelmente, 30 ou 40 novas equipes, algumas que nunca conseguiram se classificar para uma corrida. Mas estamos lá na largada de toda etapa, passo a passo, estamos mais perto. Estamos aonde esperávamos e talvez um pouco mais à frente do que isso", acrescentou.

O chefe da equipe mostrou-se aliviado pelos comentários de Bernie não terem afetado a relação da Virgin com seus patrocinadores, que se comprometeram a longo prazo com a equipe.

Lancepress!
.

Governo argentino entra em negociações para colocar Guerrieri na Virgin


Assim como aconteceu com o projeto de emplacar Jose Maria Lopez na falida USF1, o governo argentino voltou a participar de negociações para voltar a ter um piloto do país na Fórmula 1. A bola da vez agora é Esteban Guerrieri, de 25 anos, que corre na Fórmula Renault 3.5 e pode ir para a Virgin. Mas os agentes do piloto ainda correm atrás de US$ 8 milhões para financiar a vaga.

Os empresários estão fazendo uma ponte entre o chefe da Virgin, John Booth, e o ministro do Interior da Argentina, Florencio Randazzo. A nova equipe inglesa foi a única que fez contato, mas outras escuderias estão na mira.

A reunião foi positiva, nos disseram que vão apoiar. Não se falou em dinheiro, foi só um informativo sobre as chances de Guerrieri, e as possibilidades que existem”, declarou Hugo Cuervo, um dos empresários do piloto, ao jornal Olé.

Cuervo observou que o ideal seria colocar Guerrieri na Williams, Sauber ou Lotus, as escuderia que estão na metade do pelotão. “
A Virgin é uma das opções. Ser reserva da Renault é outra. Mas temos que trabalhar. Se conseguirmos uns 8 milhões de dólares, temos chances”, avaliou o agente.

Atualmente, com esse valor, poderemos chegar lá, porque a Europa está em crise. Precisamos de quatro empresas com dois milhões cada uma, e estaremos prontos”, encerrou Cuervo. A última vez que a Argentina teve um piloto no grid foi em 2001, com Gastón Mazzacane.

Além do contato já feito com o chefe John Booth, a Virgin torna-se uma opção ainda mais palpável depois das declarações de Timo Glock indicando que está cansado da Virgin: "
Para alguém como eu que já venceu a GP2 e esteve no pódio com a Toyota, não é segredo para ninguém que não é fácil ficar lá atrás", declarou á agência DPA. O alemão é cotado para correr na Renault em 2011.
.

8.18.2010

Razia diz que chance de ser titular em 2011 "é mais fora" da Virgin

Luiz Razia declarou ao Grande Prêmio que trabalha com grandes patrocinadores para chegar à F1 em 2011. O piloto destacou que suas chances são maiores fora da Virgin

Warm Up, de Salvador

O futuro pode ser brilhante para Luiz Razia. O piloto da Rapax na GP2 revelou em entrevista exclusiva ao Grande Prêmio que trabalha com patrocinadores para chegar à F1 em 2011. Classificando as possibilidades de subir de categoria em 50%, o baiano declarou que "a chance é mais fora do que dentro da Virgin".

"Eu boto estes 50% como as negociações que a gente tem. A gente está negociando com três patrocinadores grandes para a chegada na F1. Estes seriam os meus 50%. Eu acredito nessas negociações e tenho fé, porque estamos nos esforçando muito para conseguir, mas não quer dizer que isso vai sair", declarou, durante o fim de suas férias, na Bahia, estado onde nasceu.

O piloto de testes da Virgin comentou a evolução das conversas com possíveis apoiadores. Razia explicou que é difícil conquistar suporte financeiro de empresas, mas está animado com a possibilidade. "
Todo mundo quer muito ajudar, mas são poucas as pessoas que, no final, vão investir aquele dinheiro para ter uma exposição não tão grande. Estamos nos certificando de que a exposição vai ser grande e que vai ser uma grande oportunidade tanto para o patrocinador quanto para nós, não somente como patrocínio mas também como negócio", falou.

"
Se nada disso se concluir, não é porque nada deu certo, mas porque não é o momento. Mas a gente vai continuar tentando, porque esse é o meu único objetivo", emendou.

Atualmente, Luiz tem quatro patrocinadores: a academia Porta Verde, a loja de bicicletas Isaac e o grupo de tecnologia Cyber1, além da Razia Sports, equipe de seu pai na F3 Sul-Americana. Destes, só o time da família o o Cyber1 são brasileiros. "
Meus patrocinadores me apóiam, mas o dinheiro não cobre nem metade do orçamento da GP2. O Brasil tem muita força em muitos esportes, mas, pelo fato de a GP2 não ser muito bem divulgada no Brasil, é muito difícil encontrar alguém que queira investir", finalizou, falando ao GP.
.

Pirelli: "Nick Heidfeld é o piloto perfeito para desenvolver os nossos pneus"

Testes de novos pneus decorrem em Mugello

A Pirelli iniciou hoje (17/08) os testes aos pneus que irá fornecer as equipes da Fórmula 1 em 2011. Os responsáveis da marca italiana mostraram-se muito otimistas e especialmente agradados com a presença de Nick Heidfeld como piloto de testes.



"
Estamos confiantes que o Nick levará a cabo um ótimo trabalho", adiantou Paul Hembery, diretor desportivo da Pirelli. "O papel de um piloto de testes é crucial e é ótimo podermos contar com um piloto consistente, experiente e, acima de tudo, rápido, que possa levar os pneus aos limites", declarou.

Hembery aproveitou ainda para agradecer a Mercedes GP a cedência do alemão como piloto de testes. "
Heidfeld é o piloto perfeito para este trabalho, por isso estamos obviamente gratos a Mercedes GP".

Heidfeld também se mostrou confiante com o trabalho em mãos. "
É um privilégio trabalhar para a Pirelli e estou confiante que poderei fornecer informação importante aos técnicos da marca", concluiu o piloto alemão.

© Copyright AUTOSPORT 2007
.

8.16.2010

Quando o piloto não recebe a bandeirada, mas dá bandeira!!

O sueco Bjorn Wirdheim, na prova da etapa de Mônaco do Campeonato Internacional de F3000 em 2003. Wirdheim foi o campeão da categoria nesse ano pela Equipe Arden, mas todo mundo só se lembra dele pela mancada de ter desacelerado para comemorar com seus mecânicos, junto a mureta do box, esquecido que ainda não havia recebido a bandeirada.

Vitória de Nicolas Kiesa.

8.15.2010

Liuzzi: ideia de trazer Danica para a F1 não é boa

Ecclestone afirmara que seria perfeito ter a piloto no grid da corrida em Austin

Da Redação

Bernie Ecclestone, detentor dos direitos comerciais da F1, afirmou na última semana que ter a piloto Danica Patrick [Foto: Beto Issa] no grid da prova em Austin, nos Estados Unidos, seria um atrativo para a F1, que volta a competir em terras norte-americanas em 2012.

Entretanto, a sugestão do dirigente, mesmo antes de ser aceita pela competidora da Andretti Autosport na Indy, já gerou comentários de pilotos, como Vitantonio Liuzzi, da Force India, que afirmou não gostar muito da ideia.

"
Acho que seria muito difícil para as garotas", afirmou o piloto italiano a ESPNF1.

"
Acho que Danica poderia ser uma grande forma de atrair publicidade, porque é americana, mas a F1 tem um objetivo diferente e é um desafio mais intenso, tanto fisicamente quanto mentalmente".

"
Estar no topo na F1 não é tão fácil quanto as pessoas pensam. Duvido que funcione, mas Bernie tem essas grandes ideias para atrair negócios. Ele é o chefe, então você nunca sabe", completou.

A última vez em que uma mulher tentou competir na F1 foi em 1992, com Giovanni Amati, que falhou em suas três tentativas de classificação.

.

Pirelli começa a testar pneus para a temporada 2011 nesta segunda

Segundo diário espanhol 'As', a Pirelli vai iniciar os testes de pneu para a temporada 2011 da F1, nesta segunda-feira (16), em Mugello. Nick Heidfeld a bordo do TF109 será o piloto

Warm Up

A Pirelli vai começar os testes de pneu visando à temporada 2011 da F1 a partir desta segunda-feira (16), segundo o diário espanhol ‘As’. A fábrica italiana irá testar na pista de Mugello até a quarta-feira com Nick Heidfeld a bordo do carro da Toyota da temporada 2009.

Ainda de acordo com a publicação espanhola, os testes continuam em Jerez, depois em Monza, em Paul Ricard e novamente em Mugello. Além disso, Heidfeld, comprometido com os testes da fabricante de pneus, deve deixar a vaga de piloto de testes da equipe Mercedes.

.

Bernie Ecclestone quer Danica Patrick na Fórmula 1

Para o «patrão» da Fórmula 1, a piloto de Fórmula Indy seria a melhor forma de cativar o público norte-americano para a F1

Bernie Ecclestone assumiu que o ingresso da piloto norte-americana Danica Patrick (na imagem) na Fórmula 1 seria a melhor forma de promover o Grande Prémio dos Estados Unidos, que vai regressar ao calendário da disciplina «rainha» do automobilismo já em 2012.

Para o «patrão» da Fórmula 1, a piloto de Fórmula Indy, atualmente na equipe da Andretti Green Racing, seria a melhor forma de promover o Grande Prêmio dos Estados Unidos, que se disputará no circuito de Austin, no estado do Texas, e cativar o público norte-americano.

"
Ainda nos falta um piloto norte-americano. Estamos tentando conseguir isso. Até se pode fazer uma boa corrida nos Estados Unidos, mas acho que alguém como Danica seria a melhor forma de promoção", afirmou Bernie Ecclestone, que não esqueceu o sonho de levar a Fórmula 1 para as ruas de Nova Iorque.

"
Seria louco se eu tivesse a possibilidade de ter uma prova em Nova Iorque e dissesse 'Não, obrigado'", concluiu.

Recorde-se que a cidade de Austin, capital do Texas, vai acolher uma etapa do Campeonato do Mundo de Fórmula 1 a partir de 2012. O acordo deve estender-se até 2021 e prevê a construção de um novo circuito naquela cidade, a 15ª maior dos Estados Unidos.

O Grande Prêmio dos EUA correu-se em Indianápolis entre 2000 e 2007, sempre sem grande adesão do público. Detroit, Phoenix, Las Vegas, Dallas, Long Beach e Watkins Glen (em Nova Iorque) também já receberam corridas de Fórmula 1.


Autoportal
.

8.14.2010

Após polêmica com Alonso, Ferrari recomenda silêncio a Massa

Em São Paulo

Rubens Barrichello vive dias de popstar depois da ultrapassagem sobre Schumacher na Hungria; Bruno Senna aproveita a pausa da Fórmula 1 para atender a imprensa no Brasil; Lucas Di Grassi fica na Europa para tentar dar um jeito no carro. E o Felipe Massa? Após a polêmica do GP da Alemanha, ele tratou de sumir. E a Ferrari prefere que seja assim mesmo.

O brasileiro tem evitado aparições públicas e participações na mídia a pedido da Ferrari, que quer evitar a repercussão negativa da armação de resultado em Hockenheim depois que Massa deixou Alonso passar devido a uma ordem da equipe.

Desde o último GP na Hungria, a Ferrari publicou nove comunicados em inglês para a imprensa em seu site oficial. Dois deles são declarações do chefe Stefano Domenicali, outro traz um elogio do presidente Luca di Montezemolo. Fernando Alonso foi ouvido duas vezes: uma em entrevista de vídeo, e outra durante suas miniférias em Madonna di Campiglio.

Enquanto isso, Massa segue desaparecido. Sua última declaração pública foi feita no blog pessoal no próprio site da Ferrari, no dia 4 de agosto, na ocasião em que disse estar voltando ao Brasil após os “meses mais atribulados de sua carreira”.

A coluna Painel FC, no jornal Folha de S. Paulo deste sábado, confirma a mordaça imposta pela Ferrari a Massa. Segundo o artigo, a escuderia “recomendou ao brasileiro que ficasse quieto”, pedindo que ele evitasse aparições públicas e a mídia.

Em seu último comunicado, Massa declarou que ficaria em São Paulo com seu filho durante a pausa da Fórmula 1. Outros pilotos fizeram o mesmo, mas sem deixar de aproveitar para vender sua imagem. Rubens Barrichello é o melhor exemplo disso.

O piloto da Williams reuniu a imprensa na semana passada para o seu “Kart Day”, uma corrida disputada com jornalistas na Granja Viana. Neste sábado, ele é atração do programa “Altas Horas”, da Rede Globo. E, no domingo, emenda uma participação no quadro da apresentadora Marília Gabriela. Sem falar que ele já foi entrevistado por Galvão Bueno no domingo passado.

.

8.13.2010

Com apenas uma quebra, Ferrari tem o carro mais confiável do grid



Embora seja apenas a terceira colocada no Mundial de Construtores, a Ferrari aposta na regularidade para superar as rivais Red Bull e McLaren. Com apenas uma quebra em 12 etapas nesta temporada, a escuderia italiana tem o carro mais confiável do grid.

O modelo F10 guiado por Felipe Massa e Fernando Alonso já completou 1.471 voltas, de 1.474 possíveis, de acordo com um levantamento feito pela revista alemã Auto Motor und Sport.

Esse número supera a marca da Red Bull em 98 voltas. Já a McLaren, vice-líder do Mundial, tem a pior confiabilidade entre as equipes que disputam o título.


RANKING DE CONFIABILIDADE NA TEMPORADA DE 2010 DA FÓRMULA 1

EquipeBandeiradasDefeitosAcidentesVoltasPontos
FERRARI
23
1
0
1.431
238
MERCEDES
22
2
0
1.367
132
RED BULL
21
1
2
1.373
312
MCLAREN
21
2
1
1.347
304
WILLIAMS
20
1
3
1.269
40
FORCE INDIA
19
3
2
1.260
47
RENAULT
18
4
2
1.274
106
TORO ROSSO
17
4
3
1.184
10
HISPANIA
13
8
3
1.043
0
LOTUS
12
9
3
1.049
0
VIRGIN
12
11
1
962
0
SAUBER
11
10
3
854
23

A Ferrari tem apenas um GP não completado. Foi quando Fernando Alonso teve problemas na Malásia, e abandonou a prova. Felipe Massa, por sua vez, recebeu a bandeirada em todas as corridas que disputou em 2010.

Além da Ferrari, a Mercedes é a outra equipe que não teve abandono por acidente nesta temporada. O carro desenvolvido por Ross Brawn apresentou problemas por duas vezes, e completou 1.367 voltas. Das principais escuderias, a Renault tem a pior confiabilidade, com 1.274 voltas.

Entre as estreantes, por incrível que pareça, a Hispania é a mais confiável. A equipe de Bruno Senna, embora seja a mais lenta entre as novatas, já recebeu 13 bandeiradas, contra 12 de Lotus e Virgin. Perde apenas em número de voltas completadas para a Lotus (1.049 contra 1.043).

Já a Virgin, de Lucas di Grassi, é a estreante menos confiável, com 11 quebras. Mas o carro que mais apresenta defeitos é a Sauber, que tem o menor número de voltas completadas – apenas 854 – e completou corridas apenas 11 vezes entre seus dois pilotos.

.